thomasdeaquino.jpg

Thomaz de Aquino

Thomaz de Aquino Lisbôa nasceu em Itapetininga-SP, em 1936. É o décimo segundo filho de uma família de quatorze irmãos. Tornou-se jesuíta para trabalhar entre os índios de Mato Grosso. Outros dois irmãos também se tornaram jesuítas: José Pedro e Paulo. Em 1962, chegou a Utiariti – internato indígena localizado no noroeste de Mato Grosso – ficando responsável por 35 meninos de 7 a 12 anos de idade pertencentes a diferentes povos indígenas da região. “Eu fui percebendo aos poucos essa ruptura entre a realidade vivida nas aldeias e a vida na Missão.” Com esta percepção, juntou-se a outros jesuítas para propor nova política de atuação missionária. Foi vice-presidente do Conselho Indigenista Missionário (CIMI). Atuou junto aos povos Rikbaktsa, Tapayuna, Nambikwara e Irantxe. Coordenou a equipe da Missão Anchieta que estabeleceu contato com os povos Myky (1971) e Enawenê-Nawê (1974). Em 1987, casou-se com uma jovem Myky, Njãkau. Teve um casal de filhos e seis netos. Morou na aldeia Japuíra do povo Myky, a 50 km de Brasnorte-MT.

Livros

Capa-Site-MYKY.jpg
Enawene-Nawe.jpg